5 Dicas Simples Para Aumentar o Faturamento e Alcançar Mais Clientes no Ramo de Confeitaria

O que você está fazendo para realmente crescer o seu negócio?

Se sua resposta for algo como “estou aqui, criando e vendendo minhas receitas (:”, por favor, pare tudo que estiver fazendo e leia esse artigo…

Sabemos que, para ter um negócio lucrativo no ramo de confeitaria , já não basta mais apenas fazer as mesmas receitas de sempre.

Mas só ter habilidades ninja na cozinha não é suficiente para atingir o mais alto grau de excelência da sua confeitaria ou negócio autônomo. É fundamental desenvolver estratégias para que o negócio se torne sustentável a longo prazo.

Pensando nisso, o Confeitaria Lucrativa organizou 6 Dicas Simples Para Aumentar o Faturamento e Alcançar Ainda Mais Clientes.

 

1. Aprimore suas receitas, técnicas e conquiste mais clientes

As pessoas estão naturalmente mais exigentes com o que consumem, seja ao comer em um café, levar para casa ou para agradar os amigos ao dar uma festa.

E com o rápido compartilhamento de conteúdo na internet, o mercado da confeitaria se cada vez mais rápido. Todos os dias surgem novas receitas e técnicas para facilitar (ou dificultar a sua vida).

Tendo isso em mente, é uma boa você ficar atualizada e seguir, no seu ritmo, algumas tendências que surgem por aí;

Aqui vai uma dica simples: visite confeitarias e padarias locais, para ver o que está sendo vendido, média de preços, embalagens, e crie o seu diferencial… Tente oferecer o que ainda não existe nas proximidades, ou que tem pouca oferta.

Por isso que eu friso a importância de sempre melhorar suas técnicas e se atualizar.

Mas sempre teste TUDO antes de vender!

Você não vai querer um cliente insatisfeito com alguma mistura doida que você fez, falando mal dos seus produtos para todo mundo, certo?

Uma coisa que eu adoro fazer é criar mini versões das minhas novas receitas e oferecer como presente em uma compra…

Se o cliente não gostar daquilo, dificilmente eu queimo meu filme, já que ele não pagou nada pelo brinde.

Mas se ele gostar, há grandes chances de eu receber elogios, indicações para os amigos e talvez ele ainda compre uma versão maior… 🙂

Ah, e por falar nisso, um tipo de docinho que está bombando atualmente, e pode impulsionar suas vendas, é o brigadeiro gourmet.

Eles deixam qualquer brigadeiro comum “no chinelo”, alcançam um público mais exigente e não são difíceis de produzir.

Além disso, são excelentes para oferecer como as mini versões de um novo bolo de brigadeiro, por exemplo.

Vá por mim: quando bem feita, essa prática dá muito resultado e, em pouco tempo, é possível escalar o seu faturamento.

2. Trabalhe no seu diferencial

Oferecer muita coisa – o famoso “atirar pra tudo que é lado” – talvez seja interessante em uma análise bem superficial, mas isso pode prejudicar o desempenho do seu negócio a longo prazo… Principalmente se você é autônomo e não tem funcionários para ajudar.

A ideia é vender doces ou salgados? Produtos comuns ou opções gourmet? Focar no preço baixo ou na qualidade? Por favor, não foque só no preço, a menos que queira correr seus clientes.

Para aumentar as chances de sucesso, meu conselho é que você identifique seu diferencial (o que você faz de melhor) e foque nele. Assim, você garante ser reconhecida como uma especialista da área, para a sua região.

3. Tome cautela ao mexer com preços

Uma pesquisa recente apontou que:

  • Pelo menos 20% dos pequenos empresários não sabe precificar seus produtos;
  • Cerca de 10% deles simplesmente não sabe ou não lembra como o preço foi calculado;
  • Outros 15% usa apenas o preço da concorrência como base.

Então, como anda essa parte pra você?

Sabe como colocar um preço justo pelo seu trabalho (e para os clientes) sem prejudicar o lucro do negócio? Está consciente de quando é válido aplicar promoções?

Pois é, embora pareça uma estratégia óbvia para atrair mais clientes, a ideia de baixar os preços nem sempre é a mais inteligente. Mas porque isso?

Baixar é fácil. Mas o que explicar ao cliente quando os preços voltam ao normal? Ninguém gosta de flutuações nisso.

Nesse caso, o ideal mesmo é você precificar o trabalho levando em consideração os ingredientes usados, a complexidade, sua hora de trabalho, um custo fixo para o consumo de energia, gás, água, entre outros fatores.

 

4. Tenha um controle eficiente de gastos e receitas

Mais importante do que saber colocar preço, é saber administrar seus gastos e ganhos, ter uma boa noção de quanto é preciso produzir para bater sua meta pessoal do mês.

Infelizmente, aqui é onde eu vejo muitas vacilarem, ao deixar o negócio ao sabor (amargo) do vento.

Para você ter noção, o IBGE identificou que 46% das pequenas empresas brasileiras fecham em até 3 anos, e o maior motivo é a falta de gestão financeira eficiente.

Então, cuide bem do seu fluxo de caixa!

Se você leu isso, mas não sabe exatamente o que fazer para ajeitar (essa zona) as coisas, experimente utilizar o ZeroPaper.

Ele é um dos melhores serviços que eu conheço, para gerenciar finanças online. E o melhor de tudo? Gratuito, seguro e simples de lidar (mesmo que você ainda prefira o papel e caneta).

O programa também permite que você carregue, pelo aplicativo de celular, uma foto das notinhas fiscais. Para nunca mais perder nada!

 

5. Crie e aumente sua presença nas redes sociais

Em nosso ramo de confeitaria e alimentos, ter seu próprio espaço na internet é uma necessidade básica.

Aposto que você já deve ter visto alguma publicação no Facabook, de uma página que não conhece e nunca curtiu, mas que, por “coincidência” é de um assunto do seu interesse…

Na verdade, não é apenas coincidência que aquela publicação tenha aparecido para você.

Existe um mundo enorme e maravilhoso por trás dos anúncios do Facebook, que talvez você ainda não conheça.

Não só é possível escolher seu público de acordo com os interesses e tipos de páginas que eles curtem, como também selecionar locais específicos e mais uma infinidade de meios para alcançar a “audiência perfeita” com seus anúncios.

Isso significa que é possível mostrar o que você faz para que os clientes cheguem até você, pagando muito menos que em classificados do jornal, por exemplo.

Então, realmente não importa se você trabalha em casa e atende somente amigos e pessoas do seu bairro, se tem um estabelecimento que alcança, também, bairros vizinhos ou possui apenas a ideia de começar um negócio…

Criar uma página no Facebook ainda é a maneira mais fácil e barata para começar, divulgar e ir mais longe.

Mas não se limite a isso… Publicações no Instagram e no Pinterest também têm gerado resultados excelentes para outras confeitarias e negócios locais.

Lembre-se, o importante é ser visto pelo público certo.

“Quer uma dica matadora? Crie uma publicação na sua página, aplicando a tática da mini-versão gratuita que eu falei antes e anuncie. Na compra de algo, a pessoa ganha um gift surpresa, de uma nova receita sua. Com isso, há grandes chances de você atingir muita gente da sua região e gerar um grande número de curtidas e compartilhamentos.”

 

One Response

  1. Juliana Pereira

Leave a Reply